Obesidade.

22/03/2012 - 10:30 hs às 12:00 hs

85 Visualizações

Localidade: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Coordenador(a): Prof. Dr. Eduardo Sadao Yonamine.

Palestrante: Dr. João Eduardo Nunes Salles

Professor Assistente da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e Médico 1º Assistente do Departamento de Medicina Clínica de Endocrinologia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

1) O Dr. João Eduardo agradeceu o convite para participar do Projeto EducaSUS, fez um breve resumo do tema em pauta e iniciou sua preleção. Explica a importância de se identificar o tipo de obesidade de cada paciente para a indicação do tratamento mais seguro. Ressalta que a obesidade é o motor responsável pelas alterações do metabolismo glicêmico, lipídico e da hipertensão arterial. Fala sobre a importância de uma nutrição balanceada, de baixa caloria, explica e exemplifica as consequências de uma dieta com excesso de calorias.

2) O Dr. João Eduardo apresenta gráficos e dados estatísticos referentes aos índices de obesidade mundial e explica os fatores de risco em homens, mulheres e crianças. Diz que a distribuição do tecido adiposo é um dos indicadores das doenças causadas pela obesidade, explica a diferença do tecido adiposo visceral e subcutâneo e apresenta um gráfico com os resultados obtidos através da realização de exames laboratoriais referentes à Obesidade, distribuição da gordura corporal e resistência insulínica.

3) O Dr. João Eduardo relaciona os métodos utilizados para diagnosticar a resistência insulínica: índice de Matsuda, H.O.M.A. e QUICKI. Diz que não há problema em fazer o diagnóstico de resistência insulínica a partir do diagnóstico da síndrome metabólica, com base na medição da circunferência abdominal e apresenta e explica os resultados das referências de cada método que caracteriza a resistência insulínica. Nos casos positivos a primeira medida a ser tomada é a redução de peso.

4) O Dr. João Eduardo explica como a obesidade relacionada à resistência insulínica leva a hipertensão arterial. Ressalta que o tratamento clínico dos pacientes inicia, sempre, com a mudança do estilo de vida, orientação nutricional e atividade física. Com relação ao uso da Sibutramina no tratamento da obesidade, o Dr. João explica os motivos que levaram a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo a ser contra a retirada deste medicamento do mercado e os casos em que há contraindicação.

5) A Sra. Leonice, FEHOSP, tomou a palavra, agradeceu a brilhante apresentação e passa às entidades participantes, as quais fizeram comentários, questionamentos e debateram sobre o tema, tendo obtido respostas pertinentes do Dr. João Eduardo. O debate e mais detalhes sobre o tema podem ser acompanhados pelo vídeo do evento disponível na página do projeto EducaSUS www.educasus.com.br. A Sra. Leonice agradeceu a presença de todos e encerrou a sessão.

Participantes na TAISEI:
– Leonice Oliveira – Analista Técnica – FEHOSP.

Entidades participantes:

Não informado

Participantes:

FEHOSP, Irmandade da Santa Casa de Adamantina, Fusam, Irmandade da Santa Casa de Jaú, Irmandade da Santa Casa de Lorena, Irmandade da Santa Casa de Buritama, Irmandade da Santa Casa de Itapeva, Irmandade da Santa Casa de Mogi Mirim, Irmandade da Santa Casa de Santos, Irmandade da Santa Casa de Votuporanga, Irmandade da Santa Casa de São Roque e AME Santa Fé.

Sem apresentação de powerpoint