Panorama da Saúde Mental e suas Propostas de Atuação na Coordenadoria.

05/09/2011 - 10:30 hs às 12:00 hs

41 Visualizações

Localidade: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Coordenador(a): Prof. Dr. Eduardo Sadao Yonamine.

Palestrante: Prof. Dr. Sérgio Tamai

Médico Psiquiatra, Coordenador de Saúde Mental do Estado de São Paulo.

1) Prof. Dr. Sérgio Tamai iniciou a videoconferência agradecendo o convite. A grande ênfase que damos, é dentro d um programa de governo, que é programa de políticas na área de alcoolismo e droga dependência. Dentro deste programa temos varias facetas que envolvem outras secretarias. A proposta é estar revitalizando essa rede de saúde mental e fazendo o tratamento acoplado também o programa de reiniciação social. E na medida do possível integrar os serviços que já temos na comunidade, que são milhares na cidade de São Paulo. Com relação a prevenção nós estamos direcionando para um grupo de faixa etária de menores. Porque, por exemplo, nós sabemos que cada vez mais cedo os jovens estão consumindo alcoolismo, numa faixa etária de 12 anos, isso traz problemas futuramente. Ressaltou que em algumas áreas é possível constituir conselhos executivo ou gestores. Basicamente o nosso projeto, depois do diagnóstico que nós temos realizado nas redes do estado de São Paulo, temos que pensar em investir em revitalizar essa rede de saúde mental. O grande desafio na área de alcoolismo de drogas e dependências é com relação como iremos conseguir de fato compor uma rede de saúde mental que seja eficaz. Os ambulatórios tomaram uma iniciativa e que foi feita no ano passado na cidade de São Paulo, que foi o ano de psiquatria. É o ambulatório que congrega cinco programas de trabalho Saúde Mental e coordena cinco programas para área de saúde mental. Na área de reabilitação o estado de São Paulo possui hoje 58 Centros de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas (CAPS-AD) e cerca de 400 leitos para internação do dependente químico. Ampliar a rede de serviços disponíveis, para atuar de forma regionalizada e hierarquizada, para que em futuro próximo, cada região de cerca de 1 a 2 milhões de habitantes tenha acesso a todos os níveis de tratamento.

2) Sra. Tatiana Viesseli (Analista Técnica da FEHOSP) tomou a palavra e passou para as entidades participantes, quais fizeram seus comentários, questionamentos e debateram sobre o tema, tendo obtido respostas muito pertinentes do Prof. Dr. Sérgio Tamai. O debate pode ser acompanhado pelo vídeo do evento disponível na página do projeto EDUCASUS www.educasus.com.br. Sra. Tatiana agradeceu a presença de todos e encerrou a sessão.

Participantes na FEHOSP:
Sra. Tatiana Viesseli (Analista Técnica da FEHOSP) e Sra. Leonice de Oliveira (Analista Técnica da FEHOSP).

Entidades participantes:

SANTA CASA DE ADAMANTINA, SANTA CASA DE MARILIA e FEHOSP.

Participantes:

Nao informado.